Voltar

Atividades E Inscrições

Grupo de Estudos Juventude e Direitos Humanos

O Anchietanum, o Instituto Paulista de Juventude (IPJ) e a Pós-graduação em Juventude no Mundo Contemporâneo, em parceria com a Pastoral Carcerária de São Paulo, iniciaram em agosto de 2015 um grupo para refletir e debater Juventude e Direitos Humanos. Os encontros são abertos a interessados em geral. 

Confira a agenda dos encontros para 2017:

10/03; 7/04; 19/05; 23/06; 18/08; 29/09; 27/10; 24/11. Sempre às 19h30, no Anchietanum.

Apresentação:

A relação entre juventude e violência é extremamente recorrente em nossa atualidade e constitui uma intensa arena de debates, polêmicas e teorias. Se por um lado constata-se que são as pessoas entre 15 e 29 anos os principais alvos dos homicídios no Brasil, por outro defende-se uma associação entre criminalidade e atitudes transgressoras à própria condição juvenil, especialmente quando se trata de jovens de determinadas classes e cor de pele.

Como consequência dessa disputa de análises e discursos, engendram-se políticas públicas nas mais diversas áreas: da saúde à educação, da assistência social à segurança pública. Essas políticas públicas seriam a materialização de determinadas concepções do que seja a condição juvenil e do que seja a natureza da violência e da criminalidade. Ao mesmo tempo, são instrumentos dentro de um emaranhado jogo político de contenção, controle e resistência, envolvendo instituições, práticas e a macro-política.

O discurso dos direitos humanos povoa esse debate, evocado seja para a proteção e a segurança dos que se sentem ameaçados por uma juventude considerada violenta, seja para a denúncia e a reivindicação de direitos para a juventude violentada. Aqui, já se pode identificar a necessidade de uma conceituação: em que consiste o discurso dos direitos humanos? Ou seriam discursos? Sendo plural, atendem a que interesses políticos? Obviamente, há uma explícita questão teórica: dado que os direitos humanos são classificados como universais, haveria alguma especificidade juvenil?

Emerge nesse contexto uma problemática de extremo relevo: o encarceramento massivo da juventude, articulado com a ação policial e com sistema de justiça penal. O aparato repressivo do Estado e suas instituições de internação atingem abundantemente as juventudes empobrecidas, quase sempre negras. Observa-se, porém, que esse sistema de vigilância e punição desenvolve tentáculos para além dos muros das prisões, expandindo-se nos mais diferentes espaços da sociedade, e por meio de práticas geralmente classificadas como humanizadas e assistenciais.

Assim, se podemos estimar que cerca de 65% dos mais de 580 mil encarcerados no Brasil são pessoas entre 18 e 29 anos (isso sem considerar adolescentes e jovens que cumprem medida socioeducativa de privação de liberdade), o número de jovens sob o controle do Estado Penal é ainda maior, extrapolando as penitenciárias. Quais seriam esses mecanismos de controle? Quais os seus efeitos? Como se articulam com o atual momento do capitalismo? Qual o impacto sobre as juventudes? Qual é a condição de vida desses/as jovens? É a mesma para todos os gêneros?

A partir desses questionamentos, o Grupo de Estudos: Juventude e Direitos Humanos propõe-se a fazer um levantamento mais aprofundado da realidade da juventude encarcerada e vigiada pelo sistema de justiça, visando, por um lado, identificar e analisar os mecanismos, as técnicas e as relações de poder e controle, e por outro, levantar problemáticas e questões para a atuação no campo dos direitos humanos orientado para o combate ao encarceramento em massa e à cultura punitiva.

 

 


Inscreva-se agora

Inicio: 24/11/2017
Término: 24/11/2017
Descrição:  
Localização: São Paulo - SP

 
Clique aqui para inscrever-se
 



Compartilhe:

Comente pelo Facebook:

Escolha outra Atividade

Prepare sua agenda

Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sáb
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Notícias

Anchietanum participa do XIV Encontro da Rede Latino-Americana de Centros e Institutos de Pastoral Juvenil

Evento acontece em Honduras entre os dias 1º e 7 de outubro

Centro MAGIS Anchietanum participa da Semana de Oração pela Justa Paz Israel-Palestina

Evento aconteceu dia 28 de setembro, em São Paulo (SP)

Exercícios Espirituais para Jovens - 1ª a 5ª Etapas

Itaici - Indaiatuba/SP

Ver todas as notícias »

Newsletter

Fique por dentro de todas as nossas atividades.

Rua Apinajés, 2033, CEP: 01258-001 - São Paulo/SP - Tel.: (11) 3862-0342 / 96465-1414
Horário de atendimento da secretaria: 13h às 19h – de segunda a sexta. Das 9h às 14h – aos sábados.

Anchietanum - Copyleft - Permitida a reprodução, sem moderação desde que citados o link e a fonte

Produzido por Plank